Make your own free website on Tripod.com

Abba P. Lerner

Abba P. Lerner (1903-1982)  nasceu na Rússia, trabalhou como chapeleiro, professor de hebreu, e estudou para ser rabino, também tentou fazer o seu próprio negócio antes de entrar na London School of Economics. Sendo esse o primeiro contato com o movimento socialista ,muito influente na Inglaterra dos anos 20, trazendo ele para a esfera da economia Na London School of Economics, Lerner se torna a autoditica, muito disso se deve ao fato de sua aproximação com os Socilistas Fabianos, mas foi nas mãos de Lionel Robbins que ele se revelou. Lerner era um estudante universitário brilhante - publicou varias matérias importantes e fundou a Revisão de estudos Econômicos (com Paul Sweezy e Ursula Hicks) durante a vida acadêmica. No ano que esteve em Cambridge, entre os anos de1934-5, teve contato com o mundo de J.M.Keynes e depois foi o primeiro economista que fora de Cambridge que entendeu a verdadeira essência da teoria Keynesiana, e como resultado, tornando um dos pioneiros na defesa da revolução Keynesiana. Lerner muda-se para os Estados Unidos em 1937- mas nunca se sentiu em casa. Sem recusos,  Lerner trocou de universidade em universidade (cerca de meia dúzia) durante a sua carreira, incluindo a New School for Social Research.

Lerner fez numerosas contribuições no campo da política econômica, tornando se um dos mais influentes economistas deste século - embora sua incapacidade congênita com a política acadêmica fez com que ele tivesse uma carreira acadêmica nada convencional. A sua principal contribuição, publicado durante a sua vida acadêmica, aonde ele expõe as suas teorias sobre o comércio internacional e do equilíbrio geral, nos 1932 artigos ele reúne: "os PPF de Haberler",  as curvas de oferta de Marshall e as curvas de indiferença de Pareto em dois setores.

No modelo de equilíbrio geral para o comércio internacional. Essa teoria em ,1934, torna-se base para as teorias sobre o comércio internacional. ainda em 1934, Lerner descobre o teorema da "equalização do fator preço", mais tarde re descoberto por Samuelson em 1948, embora isso só fosse publicado em 1952. Em 1936, ele prova que a velha idéia da simetria entre as exportações e importação estava correta.

Em 1934, Lerner produziu o documento que lhe rendeu mais prestigio, o estado completo de Pareto para a produção no caso de equilíbrio geral, em particular a introdução do conceito de preço marginal. Também nesse documento estava contido o conceito de Lerner sobre o "grau de monopólio", ao qual, segundo ele, era o responsável pela diferença entre custo de produção e preço de venda. Contribui para a escola Walrasiana unindo o pensamento de Oskar Lange ao " Socialist Calculation" que no debate que se seguiram nos anos subsequentes (de 1934 a 1938 e depois outro em 1944), aonde ele pode ratificar a eficiência do conceito de preço marginal. Também nessas discussões ele aproveitou para afirmar que a distribuição de renda era o caminho para a obtenção de melhores resultados e atingir o welfare state (o estado de bem estar).

Seus estudos em o estado de bem estar, comércio, e teoria keynesiana resultou na sua obra máxima The Economics of Control (1944). Os temas mais antigos eram relacionados com o seus conceitos de preço marginal e princípios de fincanças funcionais. Nesse livro ele colocou novas idéias sejam elas: medidas de contra ataque especulativo por via de interverção governamental que controlaria o câmbio e combinado a isso utilizaria-se a taxa de conversibilidade. mas para ter estabilizar o comércio internacional era necessário uma "ótima área"de moeda corrente, ou seja a velha idéia dele de uma ótima distribuição de renda, para tal fez uso da "suposição de ignorância" - essa suposição o conduziu a uma disputa com Milton Friedman.  

A partir de 1944, Lerner passa de pura teoria econômica para política econômica, mas e importante citarmos algumas exceções como a tentativa de fechar a teoria de Keynes, uma tentativa de sintetizar a teoria microeconômica e macroeconômica e, talvez  o mais notável, sobre infração.Sendo ele o primeiro a reconhecer a importância da inflação na teoria Neo-Keynesiana. Tanto que ele faz uma análise em série por via de artigo e livros.  

Em particular, ele introduziu o conceito de "inflação do vendedor", uma forma generalizada de "cost-push", o que se tornaria tema central para Sidny Weintraub e para os economistas pós- Keynesianos. E muito a frente de outros pensadores ele concebeu a possibilidade de estagnação, desemprego, inflação e comércio fora da curva de Philips, o que ele chama de "high full employment" (um predecessor da taxa natural de desemprego de Friedman).  

Lerner estava mergulhado nas discussões no campo da política. Por exemplo a análise dele de inflação o conduziu a uma advocacia sobre política de rendas (1947) e, depois o Plano de "Market Anti-Inflation Plan" (MAP, 1980), aonde ele pretende absorver o problema da inflação por meio de sistema de vale ao qual "distribui autorizações" para as firmas aumentarem os preços. Desta forma as firmas que quisessem aumentar o preço teriam de comprar os vales de outras firmas desta forma passaria o problema da inflação para as firmas também.

Embora com uma imensa lista de contribuições para teoria econômica Lerner foi condenado a ter uma vida profissional discreta. Qualquer uma das contribuições seria digna de um premio Nobel.     

Copyright© 1999-1999 [Grupo HEAD®] Todos os direitos reservados.