Make your own free website on Tripod.com

Francis Hutcheson

Hutcheson, Francis (1694-1761), Filósofo escocês-irlandês, nasceu em Drumalig, County Down, Irlanda; estudou na Universidade de Glasgow (1710-16), voltou em 1729 como professor de filosofia moral; foi licenciado como pastor em 1719 pelos Prebisterianos Irlandeses em Ulster, mas sua fé foi questionada pelos prebisterianos de Glasgow; formulou a teoria da existência de um senso moral na qual os humanos podem praticar a ação certa; seus trabalhos incluem: 'Inquiry into the Original of Our Ideas of Beauty and Virtue' (1725), 'An Essay on the Nature and Conduct of the Passions and Affections, with Illustrations upon the Moral Sense' (1728), e o póstumo 'System of Moral Philosophy' (2 vols., 1755); contribuição na seção intitulada "Of Human Morals" do livro de David Hume 'Treatise of Human Nature'.

A mais importante obra dele foi System of Moral Philosophy que foi publicada em 1755. Esta obra contém uma vasta teoria econômica, onde Smith encontrou as teorias da divisão do trabalho, do valor, do preço, do dinheiro e do imposto. Pode-se notar que nesta obra o trabalho surge como a medida do valor de permuta, da mesma forma que em todos os clássicos e sua teoria da distribuição tem uma superestimação da produtividade física do solo, como nos fisiocratas. O autor também deduz uma teoria do juro idêntica à que foi feita por Turgot vinte anos mais tarde. Hutcheson explica o juro e também a renda como um proveito obtido pelo empresário graças ao empréstimo. Nisto ele lembra Locke. Ele reconhece o que seria mais tarde conhecido como lei da "oferta e da procura". Quanto ao comércio internacional ele fica entre os mercantilistas e Smith. Por último, surge uma tendência utilitária em suas idéias sobre a sociedade.

 

Copyright© 1999-1999 [Grupo HEAD®] Todos os direitos reservados.