Make your own free website on Tripod.com

 Jean-Baptiste Colbert

 

COLBERT, Jean-Baptiste (1619-83).Colbert foi o mago das finanças francês do século XVII. Primeiro ele serviu ao cardeal Mazarin e mais tarde ao rei Luís XIV. Ele trouxe ordem e lucros financeiros para estes líderes da igreja e do estado.

Jean-Baptiste Colbert nasceu em Reims, França, em 29 de Agosto de 1619. Ele era filho e neto de grandes mercadores. Antes de completar 20 anos ele foi trabalhar no ministério da guerra e logo se tornou o secretário particular do ministro de guerra francês. Alguns anos mais tarde ele se torna, então, o agente do cardeal Mazarin. Em 1651 um motim político leva Mazarin para Paris, e Colbert fica na cidade e mantém o cardeal informado sobre os acontecimentos. Quando Mazarin volta ao poder, ele coloca Colbert como responsável sobre todas as propriedades da Igreja francesa. Colbert logo se torna um homem rico, aplicando sabiamente o dinheiro que ganha.

Mazarin morreu em 1661. De acordo com a história oficial, em seu leito de morte, ele disse ao rei Luís XIV: "Eu lhe devo tudo, mas estou lhe pagando meus débitos deixando Colbert."

Primeiro Colbert atuou como um conselheiro não-oficial do rei. Ele começou reformando o caótico sistema financeiro da França. Quando ele assumiu o tesouro, as despesas governamentais eram muito maiores que as receitas. Colbert logo restaurou o equilíbrio e até mesmo aumentou as receitas em milhões a cada ano. Ele conseguiu isto sem aumentar a taxação, mas ele descobriu que alguns oficiais estavam roubando grandes somas de dinheiro. estes homens foram presos e forçados a abrir mão desse dinheiro ganho de forma ilícita, e um novo sistema de contabilidade foi estabelecido para evitar tais abusos.

Colbert encorajou as manufaturas, estabelecendo novas indústrias e assegurando que os produtos das mais antigas teriam mercado em países estrangeiros. Então para ajudar o comércio, ele patrocinou a construção de estradas e canais. Ele incentivou avanços nas ciências e no aprendizado, através de apoio dado à Academia Francesa de Ciêncies, construindo observatórios, e com a criação de uma revista periódica direcionada à novos livros lançados.

Entretanto, Colbert não pôde restringir as ambições militares de seu rei. Antes de sua morte em Paris, dia 6 de Setembro de 1683, ele se tornou odiado pelos seus compatriotas por ter aumentado os impostos para conseguir pagar todas as despesas de guerra despreocupadas feitas pelo Rei Luís XIV, e ainda os enormes custos do novo e enorme Palácio de Versalhes. Quando Colbert morreu, ele teve a impressão de que seu trabalho tinha sido em vão.

 

Copyright© 1999-1999 [Grupo HEAD®] Todos os direitos reservados.